Indisciplina dos Militares de Pijama







Texto de Antonio Claudio Maia

Colaborador carioca do Blog da Ana Clara Maia




Bom dia areenses, bom dia Paraíba.

Aqui pelo Sudeste o clima está bem aquecido, quem achou algum dia que militares reformados ou "militares de pijama" não se pronunciam, enganou-se redondamente.

São seres igualmente pensantes como nós, sendo mais do que justo que suas considerações sobre a vida fossem acrescentar bons exemplos para toda a sociedade desde a mais tenra idade, estimulando assim nossos jovens para serem homens e mulheres honrados e cumpridores de suas obrigações sociais, militares, defendendo nossas fronteiras e mantenedores da lei e da ordem constituídas.

Ocorre que, esse movimento "ALERTA A NAÇÃO", característico de regimes de extrema direita já é filme conhecido do público, mesmo daqueles nascidos após 1964, e não dá mais IBOPE.
Segundo analistas do lado de cá, representa o mais completo ranço da ditadura querendo reacender um barril de pólvora molhada através de uma insubordinação infundada de "rebeldes sem causa", digna de escolares do antigo ginásio revoltados com a direção da escola, e que partem para a fanfarra irresponsável inerente à juventude.

A pátria que os criou e todo o conjunto da sociedade querem a PAZ, se os "militares de pijama" continuarem fomentando muita discórdia com ameaças de movimentos contra a lei e a ordem, nossos jovens estarão bem propensos a debandar para o exterior, aproveitando essa época de vacas gordas e o dólar em completa baixa no câmbio mundial.

As pessoas atualmente estão mais esclarecidas, não querem se envolver com movimentos que lhes tragam um futuro duvidoso e proscrito, todos querem produzir pelo estudo e pelo trabalho.
Com certeza, atos transloucados como este não levam a nenhum resultado de desenvolvimento, produção e evolução de nossas capacidades intelectuais, de exploração de nossas riquezas e manutenção de nossa soberania.

É inadmissível um desacato público a presidente da república e seus ministros, independente de a quais partidos estejam na situação ou oposição, e que vai merecer as punições pertinentes.

Tenho muitos amigos militares, trabalhei como civil no Comando Militar do Leste, e garanto que amo vocês por tão nobre carreira e da qual eu mesmo abraçaria se não tivesse nascido em uma ano de mudanças comportamentais, sociais e políticas a nível mundial como foi a década de 50.
Prefiro vocês como pessoas que já cumpriram seu dever com dignidade e respeito a bandeira de nossa pátria, nossos pleitos devem permear sempre a negociação pacífica e não o poder destrutivo da anarquia e das armas.

As oscilações sociais e políticas de cada sociedade, em que partidos obedecem características pertinentes a cada momento, não aceitam mais plastificações de um único modelo como sendo certo e absoluto, muito menos o da insubordinação e da mão armada.

Nenhum clube militar tem o direto de criar um novo "Campo Minado".


"MANTENHAM SEUS CORAÇÕES E MENTES EM PAZ, E PELA PAZ"




Saudações cariocas com sangue paraibano.


Postagens mais visitadas