sexta-feira, 27 de abril de 2012

GESTÃO CULTURAL

Lourdinha Luna

Crônica de Lourdes Luna
Publicado no jornal Correio da Paraíba, 23 de abril de 2012.


Lourdinha Luna

     O Ministério da Cultura, Fundação Joaquim Nabuco, Universidade Federal Rural de Pernambuco, em parceria com as Secretarias Estaduais de Cultura do Nordeste, instituíram Cursos de Gestão Cultural, destinados a alunos selecionados, para receberem ensinamentos históricos, sociais, políticos, jurídicos e gerenciais.
       Integra a relação, dos Estados que abrigarão o encontro, pela ordem geográfica decrescente, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Ceará. Rio Grande do Norte e Piauí.
      A especialização tem caráter itinerante e constará de 9 módulos distribuídos entre as circunscrições administrativas responsáveis pelo êxito do projeto. As reuniões acontecerão nas capitais, e os freqüentadores terão uma semana de estudos, em que será revisto o programa específico, elaborado para a seqüência das aulas.
       O corpo docente é formado por catedráticos e pesquisadores do país, o que garante uma abordagem com reflexões sobre as transformações das práticas gerenciais da cultura na zona regional nordestina.   
       A proposta metodológica que é a arte de investigar a verdade esboçada nos métodos é aberta e capaz de traduzir as realidades socioculturais do Nordeste.
       Integra o grupo dos mestres, entre outros, o doutor Paulo Miguez, da UFBa. Os professores Isaura Botelho, Consultora de Políticas Públicas e José Márcio Barros, Coordenador do Observatório da Diversidade Cultural e educador da Universidade Católica de Minas Gerais.
.   Coube a cada Estado apresentar 5 candidatos. A Paraíba pela UFPB indicou Torquato Joel; a SECULT/PB Vilma Cazé e Rayan Lins. O Ponto de Cultura PB mandou para o conclave Crisólito Marques e Ana Clara Maia que preencheu, com os colegas, todos os requisitos exigidos para assegurar as presenças dos candidatos nessa Assembléia.
        O local escolhido para o curso, em João Pessoa, foi a Fundação Casa de José Américo, o que deve ter legado muita alegria ao patrono da Instituição, saber que  a menina Ana Clara, filha do condestável de Areia, José Henrique,  é co-fundadora da Academia de Letras de Areia, inteligente, culta e com um currículo venerável. Para maior brilhantismo do congresso de Gestão Cultural, Ana Clara expos no evento fotos de nossa amada Areia, nos seus “antigamentes” que fez sucesso no blog de Fábio Mozart.

Lourdinha Luna é membro da Academia de Letras de Areia e da AFLA.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Campus da UFPB, em Areia, recebe doação de imóvel da União



Reproduzindo matéria:

O imóvel denominado Fazenda Experimental Chã de Jardim tem uma área de 55 hectares e já vinha sendo utilizada pelo CCA há mais de três décadas
O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), por meio da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), destinou 24,5 milhões de m² em imóveis da União, para beneficiar 17 municípios em nove estados brasileiros.
A destinação das áreas públicas foi assinada pela ministra Miriam Belchior. Para ela, a destinação de áreas da União para utilização social no País faz parte da política de governo. “Nós, do governo federal, por determinação da presidenta Dilma Rousseff, seguiremos com essa política cada vez mais incisiva de melhor utilização do Patrimônio da União”, explicou.
 “Não tem sentido nós ficarmos com essas áreas sem utilização ou subutilizadas quando elas podem gerar benefícios, seja uma casa, seja um serviço de saúde, de educação, seja para garantir a conservação do nosso patrimônio ambiental, seja de promoção do desenvolvimento econômico local”, declarou Miriam Belchior.
A vice-reitora da UFPB, professora Maria Yara Campos Matos, esteve presente ao evento e recebeu das mãos da ministra Miriam Belchior, a portaria autorizativa da doação do imóvel denominado Fazenda Experimental Chã de Jardim, com área de 55 hectares, localizada no município de Areia e que já vinha sendo utilizada pelo Centro de Ciências Agrárias há mais de três décadas.
Para o diretor do CCA, professor Djail Santos, que acompanhou a vice-reitora na solenidade de entrega da doação do imóvel em Brasília, “a incorporação efetiva da Fazenda Experimental Chã de Jardim ao patrimônio da UFPB é importante porque a área, que pertencia ao Ministério da Agricultura, é de grande relevância para o CCA para a continuação e ampliação das atividades de ensino, pesquisa, extensão e produção dos diversos cursos de graduação e pós-graduação do Campus de Areia”.

Fonte: Agência de Notícias da UFPB - MPOG e Assessoria de Comunicação do CCA
http://www2.ufpb.br/content/campus-da-ufpb-em-areia-recebe-doa%C3%A7%C3%A3o-de-im%C3%B3vel-da-uni%C3%A3o

terça-feira, 10 de abril de 2012

O que falta é vergonha na cara






Texto de Antonio Claudio Maia
Colaborador carioca do Blog da Ana Clara




Bom dia areenses, bom dia Paraíba,

Não sei o por quê, mas recebi alguns comentários de pessoas amigas sobre qual modelo seria mais adequado ao Brasil, economicamente, em termos de privatização ou estatização.

A privatização ou estatização de qualquer empresa será muito bem vinda desde que fatores de produção adequados ao interesse público e os mais abrangentes possíveis para o efetivo desfrute da população se façam soberanos, obedecendo critérios das características geo-políticas da localidade de instalação dessa empresa.

Os modelos vivenciados em outras nações em nenhum momento podem ser comparados ao nosso conjunto sócio-político-cultural-financeiro numa sugestiva aplicação acadêmica de Adam Smith ou qualquer outro teórico cientista sócio-político-econômico.

A aplicação por FHC do neo-liberalismo no Brasil foi o maior prejuízo que nosso país pode conhecer, descemos muitos degraus na escala evolutiva social, cultural e econômica em apenas oito anos, com suas teorias de "subordinação e desenvolvimento", que ele de forma vaidosa e irresponsável tentou nos impor para dar suporte às suas obras literárias até hoje inúteis, em seus dois mandatos .

FHC estagnou nossas relações institucionais, depreciou a educação, sucateou as empresas públicas e privadas, colocou o país em patamares de subdesenvolvimento real no quadro local e internacional, criou a malfadada terceirização para absorver seus amiguinhos e manter o resto da população desempregada, enquanto ele ficava passeando de carruagem com a Margareth Tatcher e a rainha da Inglaterra, valorizando sua imagem pessoal e depreciando o seu próprio país.

E, não estou falando a nível de Sudeste onde eu vivo não, estou me referindo ao quadro sócio-político geral, nacional e internacional.

Na área da educação, onde em tese nossos jovens deveriam ser melhor preparados, o neo-liberalismo descaracterizou o ensino fundamental e universitário, criou os primeiros prêmios sem merecimento, oferecendo bolsas assistencialistas diversas para a classe pobre, que por sua vez se limitou a continuar pobre porque passaram a existir prêmios para se continuar na sub-cultura e na pobreza.

E, não parou aí não, seu principal discípulo foi o Lula que ampliou os benefícios para que a população carente continuasse burra, criando inclusive premiações para ser presidiário através do bolsa reclusão, onde a família do preso recebe sem fazer nada para a sociedade, a quantia de R$1.800,00, enquanto o piso para professor federal oscila na casa dos R$1.500,00.

Então senhores, tanto faz se a empresa é estatizada ou privatizada, se ela não atender aos interesses da população ao custo justo, pouco importa, cada caso é um caso e não importa o modelo econômico adotado por fulanos ou por beltranos.

As nossas instituições estão falidas, os homens públicos não tem mais ética, não tem mais vergonha na cara, não tem mais nacionalismo, falta sensibilidade para as necessidades reais das classes sociais e dos interesses de uma nação soberana.

Discutir privatização ou estatização estaria no trigésimo lugar da escala de importância de nossas necessidades, inclusive as de ordem política.

A manutenção da integridade de cada brasileiro como cidadão é a maior dádiva que nosso país pode ter de seus filhos, independente do que cada um acha academicamente de qual modelo será mais adequado para nossa economia.

Um país que por questões políticas não possuir mais direita, esquerda ou centro é extremamente irrelevante em relação a ausência de conteúdo cívico nacionalista de valorização de nosso povo, suas necessidades, e nossa soberania.

O modelo político poderá mudar quantas vezes forem as oportunidades e a diversidade cultural de uma nação, o mais temeroso mesmo é o fato de que uma nação não sobrevive com seus membros do parlamento vivendo para buscar ouro no fim do arco-íris, ignorando que fazem parte do gênero humano e que existem necessidades de toda uma nação.

Privatizar ou estatizar, tanto faz.

Do jeito que está, o Brasil está morrendo de vergonha.

xxx




Saudações cariocas com sangua paraibano.




quinta-feira, 5 de abril de 2012

CPI??? Tô Fora!!!









Texto de Antonio Claudio Maia
Colaborador carioca do Blog da Ana Clara





Bom dia areenses, Bom dia Paraíba,


Aparentemente, o governo e a oposição fizeram um acordo tácito para que o escândalo Carlinhos Cachoeira não vire objeto de uma CPI.

O DEM não quer pagar a conta do senador Demóstenes Torres.
O PSDB não quer o governador Marconi Perillo sentado no banco dos réus.
O PT não quer ressuscitar o caso Waldomiro Diniz das loterias do Rio de Janeiro.
O governo não quer fazer absolutamente nada que possa inibir o processo legislativo e provocar tensões na sua base política no Congresso.

Sabe porque o mega-hiper-super contraventor Carlinhos Cachoeira está isolado do mundo numa prisão de segurança máxima remota lá em Rondônia???
Com certeza não é pela sua periculosidade.

Pior!!!

Ele foi um dos financiadores dos agentes arapongas da ABIN para ilegalmente criar escutas na vida de pelo menos 100 (cem) parlamentares em todo o Brasil nos últimos 15 anos, sendo portanto o maior detentor de podres gravados desses parlamentares, e que hoje em dia fazem pose de imaculados com direito a auréola no Congresso e no Senado da República.

Estão todos de rabo preso.

Sabe o que tenho para dizer para vocês de Areia: FELIZ PÁSCOA!!!

xxx




Saudações cariocas com sangue paraibano.








quarta-feira, 4 de abril de 2012

Podridão Geral







Texto de Antonio Claudio Maia
Colaborador carioca do Blog da Ana Clara




Bom dia areenses, Bom dia Paraíba,


As vezes o leitor poderá até achar que nada disso possa interferir na conceituação do certo ou do errado, do politicamente dito correto, ou até mesmo achar que a cidade de Areia está isenta de consequências negativas em relação ao quadro nacional, estadual e municipal, de total deterioramento das instituições e suas alçadas de mandos (ou seriam desmandos???), prejudicando substancialmente o povo brasileiro, e oferendo péssimos exemplos do que é ilegal, imoral, anti-ético, marginal, ilógico, paralelo, etc, etc, etc.

O que se caracteriza é que todas as conceituações de um padrão de conduta correto a nível social, político e econômico estão sendo alvo de uma completa massificação de idéias falsas desejando jogar nossos valores na lama, e de que nos acostumemos com comportamentos negativos como se isso fosse o certo, numa completa inversão de valores.

Mais do que nunca, o cidadão de Areia e de quaisquer outras cidades deve ficar atento em suas escolhas de qual candidato seja realmente merecedor do seu voto consciente, a fim de tentarmos inibir práticas nocivas ao conjunto de valores de uma sociedade e sua condução administrativa através do campo político descomprometido com a legalidade e do interesse coletivo.

Apontar as falhas e caminhos errados do Serra, do Demóstenes, do Ricardo Coutinho, do Sarney, do Fernando Henrique, do Lula, ou de qualquer outro é apenas uma ilustração da podridão que nos cerca, e nenhum de nós gostaria de estar convivendo nesse perfil.

Você será totalmente responsável por uma escolha pelo amiguinho simpático da esquina ser eleito para sua cidade e desviar o dinheiro da sociedade, da saúde, da educação e de outras áreas.

A manutenção da célula família deve ser preservada a todo custo, para que nossos filhos possam se fundamentar nelas para seguirem seus caminhos de sobrevivência ou de representatividade na sociedade, honrando a todos que nele acreditaram.

Todos tem suas verdades e acham-se igualmente corretos, mas olham a política com um enfoque completamente equivocado, como se fosse uma disputa de times de futebol que independente do placar, acabou o jogo, acabou tudo.

Política e eleições não são assim, as consequências aparecem a médio prazo com graves consequências para uma população e para cada cidadão.

Há mais de 30 anos que o Brasil é o país que melhor remunera seu homens públicos, como se dinheiro aparecesse por mágicas. O segundo lugar gasta com seus parlamento onze vezes menos, e trata-se de um país do primeiro mundo.

Inadmissível! E a cada dia eles querem mais, e mais, e mais, e nós sempre com menos ainda.

Não é isso que desejo para você ou para mim.

O seu voto consciente é o segredo do bem para você, sua família e para a cidade de Areia.






Saudações cariocas com sangue paraibano.