quinta-feira, 5 de maio de 2011

Chuvas deixam cerca de 300 pessoas desabrigadas em Areia.



05/05/2011
Só vimos isso antes no estouro da barragem de Camará!
Após as fortes chuvas, ontem em Areia, cerca de 300 pessoas deixaram suas casas e procuraram abrigo no Centro Social Urbano.
Voltando de João Pessoa, ontem à noite, pude comprovar o perigo que está a subida da serra Alagoa Grande/Areia. Muitas árvores caídas na pista, barreiras caídas impedindo o acesso, lama espalhada por todo o percurso da serra. Foi uma verdadeira maratona chegar a Areia. Quando achei que finalmente havia chegado a salvo, já chegando ao trevo que dá acesso a cidade, a barreira do Hotel Bruxaxá desceu e, por pouco não cobriu nosso carro.
Com a queda das barreiras, Areia está praticamente isolada. O acesso para Alagoa Grande está impossível, por Remígio há muitas barreiras caídas e, por Pilões também. Qualquer uma das três possíveis saídas pode ser perigosa.
A chuva não para e a situação realmente é difícil.
Em Chã da Pia, zona rural de Areia, com o desabamento de várias casas, os moradores perderam tudo. O nível do rio que passa no local subiu muito e os moradores estão em alerta.
Pilões, Guarabira, Bananeiras, Ingá e Itatuba também estão em risco.
Veja as fotos de Erinaldo Santos: